fbpx

Blog

Turismo receptivo confiável

Nós já escrevemos aqui no site sobre os trabalhos de uma Agência de Turismo Receptivo, e inclusive demos 10 razões para contratar os serviços de uma agência de receptivo. Como em todas as atividades e profissões, há agências e agências… Nem todas são tão boas assim e você precisa ficar de olho em alguns aspectos. Poder contar com um turismo receptivo confiável fará toda a diferença durante o planejamento de sua viagem, e também durante a sua estadia na cidade. Então, agora você pode ler – e anotar – algumas questões para você ter em mente antes de contratar uma agência de turismo receptivo séria:

– É uma empresa mesmo ou somente uma pessoa que lhe aborda em um lugar público lhe oferecendo passeios?

Fique atento, pois você poderá ter problemas com “empresas” que lhe abordam em lugares públicos, principalmente se houver uma diferença de preços grande. Turismo é coisa séria e você provavelmente não contrataria um médico, engenheiro ou qualquer outro profissional que lhe abordasse na rua, não é?

– A empresa tem um telefone fixo e também um telefone de plantão para emergências?

Se a empresa tiver uma sede, você pode ficar tranquilo que alguém estará lá para lhe dar apoio.  É telefone de uma empresa mesmo ou é de uma residência, na qual uma criança ou diarista atende e não sabe de nada? Se for um “one man show”, ou seja, um faz-tudo que tem somente um celular, você não poderá contar necessariamente com esta pessoa se ela estiver atendendo alguém ou se estiver em uma área sem cobertura de celular. Pense comigo, se você fosse o cliente desta “agência”, gostaria que ficassem lhe interrompendo o atendimento para que a “agência” resolvesse problemas de outras pessoas por telefone?

equipe-agência-de-turismo

É importante saber com quem está falando, para evitar problemas futuros. Telefone e endereço são dados importantes.

– O passeio inclui um Guia de Turismo?

Esta é uma questão importante, por que a profissão de guia de turismo é regulamentada no Brasil e somente pessoas que fazem o curso de guia, que dura mais de um ano, recebem a credencial do Ministério do Turismo. É um dever da agência de turismo e um direito seu exigir que os passeios tenham um guia de turismo. Muitas “agências” não contratam guia alegando que seus motoristas são experientes, que conhecem a cidade, etc. Não caia nessa… Já vi muitas situações no mínimo inusitadas com motoristas que simplesmente deixam os clientes em algum lugar e dizem “vão ali dar uma olhada e estarei esperando vocês na van”. Que informação é essa? As pessoas saem e voltam à van não sabendo nada sobre o que visitaram.

– O passeio é realizado conforme o descritivo?

Salvo por alguma questão climática ou de trânsito anormal, o descritivo do passeio deve ser seguido à risca pelo Guia de Turismo. Não aceite paradas em “lojinhas” recomendadas pelo guia e que não fazem parte do passeio. Algumas “agências” não pagam os guias adequadamente e estes incluem paradas em lugares que pagam comissões para aumentar seu salário ou ficam lhe oferecendo atividades opcionais durante todo o passeio. Fique de olho e não aceite se este for o caso!

– A agência de turismo receptivo atende no seu idioma ou em um que você domine?

Para brasileiros viajando para fora do Brasil, isso é importante, assim como para estrangeiros em visita ao nosso país. A agência de receptivo pode contratar um guia para atender o cliente no seu idioma durante o passeio, mas a equipe interna da empresa também deve ser bilíngue para tirar as dúvidas e atender rapidamente o cliente antes dele chegar ao destino.

agência-de-turismo-receptivo-curitiba

Suporte em seu idioma pode facilitar e muito a sua estadia no destino! Foto: Caroline Kwasnicki

– A agência está atualizada sobre a programação da cidade / região?

Há agências que “pararam” no tempo e oferecem somente determinadas coisas. Uma cidade/região é dinâmica e sempre acontecem mudanças. A agência só oferece determinado restaurante? Não sabe lhe dar dicas do que está acontecendo na cidade ou pelo menos indicar sites ou fontes de informação? Fique atento.

– A agência tem registro no Ministério do Turismo?

Por lei as empresas e profissionais ligados ao turismo precisam ter registro no Ministério do Turismo. Para você saber se a agência, guia de turismo, hotel, etc. está regularizado, você poderá entrar no site http://www.cadastur.turismo.gov.br/ e procurar em prestadores. O ideal é você saber o CNPJ para consultar mais rapidamente.

– Os veículos / barcos são segurados? A lista de passageiros está completa?

Existe uma legislação muito rigorosa no Brasil com relação a transporte de passageiros. É necessário, por exemplo, que a agência de turismo receptivo envie uma listagem com nomes e documentos de todos os integrantes do passeio para os órgãos competentes para qualquer deslocamento que saia dos limites da cidade ou área metropolitana. Só assim o seguro valerá em caso de algum acidente. É possível preencher alguns nomes a mais no início do passeio ou traslado, mas é recomendável que a lista esteja completa antes, pois em caso de perda ou dano à lista com os nomes preenchidos à mão, a seguradora poderá se recusar a pagar o seguro.

transporte-agência-turismo-receptivo

Segurança no transporte é uma questão importante para o planejamento.

– A equipe da agência de receptivo usa uniforme?

É uma questão básica, mas muitas empresas ainda pecam neste aspecto. Pelo menos uma camiseta/camisa pólo é obrigatória no uniforme. Às vezes é necessário terceirizar determinado serviço, mas mesmo os terceirizados têm que se vestir adequadamente. Já vi várias cenas bizarras neste sentido: domingo de manhã no aeroporto e o motorista com plaquinha para buscar alguém de uma empresa estava de chinelo, bermuda e descabelado. Outra vez, no “receptivo” de um evento domingo à tarde em um hotel de luxo a senhora contratada estava com cabelo molhado, calça preta, camisa branca e havaianas. É o tipo de improviso que uma empresa de turismo receptivo séria não permite. Fique atento!

Para entender mais sobre o papel de uma agência de turismo receptivo em sua viagem assista a reportagem sobre Turismo Receptivo em Curitiba do programa Pequenas Empresas Grandes Negócios:

CHAMADA GUIA NOVO SPECIAL (5)

 

 Bibiana Antoniacomi, turismóloga e profissional de turismo desde 1995 e proprietária da Special Paraná Turismo desde 2007.