Conheça

Ilha do Mel

RESERVE SEU PASSEIO

A Ilha do Mel está localizada no litoral do Paraná e é um dos principais destinos turísticos do Sul do Brasil. Caracteriza-se por ser um local rústico e que encanta a todos pela sua beleza exótica e surpreendente. É um lugar único para desfrutar de bons momentos de lazer e descanso junto a uma natureza exuberante. Da travessia à gastronomia local, cada instante é um prazer diferente. Trilhas e caminhadas ecológicas, praias encantadoras, costões, morros e rica flora e fauna que proporcionam diversas atividades aos visitantes como passeios de barco, observação de golfinhos e pássaros.

A experiência já começa antes de chegar à Ilha do Mel. O acesso é feito por barcos, que podem partir de Paranaguá, com aproximadamente duas horas de travessia, ou de Pontal do Sul, com meia hora de travessia. Assim, o próprio trajeto de barco torna-se uma atração. Ótima oportunidade para belas fotos, e se der sorte, ainda é possível ver golfinhos bem próximos do barco! Os bilhetes de ida e volta para a travessia são comprados no local de embarque. Informações sobre horários de saídas das embarcações e valores do trajeto no site da Abaline.

Em Pontal do Sul há vários estacionamentos para seu carro, uma vez que Na Ilha do Mel não são permitidos carros nem motos. O sinal de telefone é fraco, e como o número de visitantes é restrito a 5.000 pessoas por dia, ir à Ilha do Mel é uma experiência única e incrível, para passear e descansar.

A rústica e exótica Ilha pertence ao município de Paranaguá e á administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), sendo que 90% da Ilha está sob proteção ambiental. Dividida em cinco vilarejos– Fortaleza, Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas – cada pedaço da Ilha oferece uma vista especial. Entre os pontos turísticos mais visitados estão o Farol das Conchas, a Fortaleza e a Gruta das Encantadas, que carregam muitas histórias e beleza natural. Do alto do farol, por exemplo, é possível ter uma vista panorâmica de quase toda a Ilha, o que compensa a subida. O caminho até chegar nas grutas também é incrível, e chegando lá, uma praia praticamente deserta rendem ótimas fotos. A Fortaleza também guarda muitas histórias, e atualmente, suas ruínas são incríveis estruturas com canhões protegidos por muralhas, proporcionando uma impressionante vista para o oceano.

Para programar a viagem até a Ilha do Mel, e antes de pensar em qual pousada escolher, é preciso decidir também em qual parte da Ilha você irá se hospedar. Ela é dividida principalmente em duas partes: Brasília – onde está localizado o Farol – e Encantadas – onde está localizada a gruta. Em ambas as partes você encontrará ótimas pousadas, restaurantes e belas paisagens. Em Brasília, porém, os estabelecimentos são mais distantes um dos outros, assim, as caminhadas são maiores. Optando pelo lado de Encantadas, você estará próximo a Gruta das Encantadas e ao Mar de Fora, bom para a prática de mergulho e surf. A Vila de Encantadas conta com boas pousadas e praça de alimentação.

Já o lado de Brasília ou Nova Brasília, você estará próximo das principais construções históricas como o Farol das Conchas e a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres. Além disso, há maior diversidade de praias, sendo a maioria delas consideradas as mais belas e ideais para banho e surf do Paraná, como a Praia Grande, Praia do Farol e Praia da Fortaleza. Quanto a infraestrutura, os melhores restaurantes e pousadas da Ilha do Mel estão localizadas em Brasília e apesar de rústicas, oferecem grande conforto e são muito bem equipadas. A vida noturna também é mais agitada deste lado da Ilha!

No verão a Ilha do Mel é muito quente, então leve roupas leves e confortáveis. Vale para os calçados também, já que devido às caminhadas, o ideal, por exemplo, é evitar sapatos de salto alto. Não esqueça também do protetor solarerepelente! Durante a noite a Ilha fica pouco iluminada, para isso, recomendamos que você leve também uma lanterna. Na Ilha você não encontrará caixas eletrônicos e farmácias, assim, para garantir leve uma quantia reserva em dinheiro, além dos cartões e os medicamentos que podem ser necessários ou contínuos. Outra dica importante é em relação as trilhas. Caminhe sempre pelas já existentes, fazer novas trilhas além de perigoso pode prejudicar o ecossitema e confundir o seu trajeto. Agora sim, depois de todas esses dicas, não deixe de levar para registrar todos os momentos e as lindas vistas da Ilha, uma câmera fotográfica!